Habilidades cognitivas y sociales en la resolución de problemas matemáticos de forma colaborativa [Cognitive and social skills in collaborative solution of mathematical problems] Article - Novembre 2022

Eugenio Chandia, Anahí Huencho, Carlos Pérez, Andrés Ortiz, Gamal Cerda

Eugenio Chandia, Anahí Huencho, Carlos Pérez, Andrés Ortiz, Gamal Cerda, « Habilidades cognitivas y sociales en la resolución de problemas matemáticos de forma colaborativa [Cognitive and social skills in collaborative solution of mathematical problems]  », Uniciencia, novembre 2022, pp. 1-26

[Objetivo] El objetivo del estudio fue analizar las habilidades cognitivas y sociales de un grupo de estudiantes y su profesora en una intervención basada en la resolución de problemas colaborativos (RPC) en matemática. [Metodología] Se realizó un estudio eligiendo uno de los 8 grupos de 4 estudiantes formados aleatoriamente en una intervención no curricular programada en 24 sesiones quincenales de 90 minutos. El grupo elegido quedó constituido por 4 estudiantes de género femenino. Se registraron las sesiones y se codificaron las interacciones entre sujetos (estudiantes y profesora) al inicio y término de la intervención respecto de habilidades de representación, regulación, comunicación y roles asumidos en el trabajo grupal, y en la interacción con la profesora. Estas codificaciones fueron posteriormente analizadas mediante técnicas de análisis de grafos asimétricos para medir la intensidad de las interacciones y por análisis de correspondencia determinar la significancia de las relaciones entre las subhabilidades involucradas. Se utilizó el paquete Rstudio. [Resultados] Se observa a lo largo de la implementación, un cambio significativo en cuanto a la intensidad de las interacciones entre las participantes respecto de los índices de centralidad y cercanía asociados a los grafos representativos, y una relación significativa entre las subhabilidades involucradas. [Conclusiones] El trabajo sistemático de RPC en matemática de la intervención realizada promueve y modifica las habilidades sociales y cognitivas y su interacción.

The objective of this study was to analyze the cognitive and social skills of a group of students and their teacher in an exercise based on Collaborative Problem Solving (CPR) in Mathematics. [Methodology] A study was carried out by selecting one of the 8 groups of 4 students randomly assigned in a non-curricular exercise scheduled in 24 biweekly sessions of 90 minutes. The group selected consisted of 4 female students. The sessions were recorded, and data on the interactions between subjects (students and teacher) were coded at the beginning and at the end of the exercise for factors including skills of representation, regulation, communication and roles assumed in group work, and interaction with the teacher. The coded data were subsequently analyzed using asymmetric graph analysis techniques to measure the intensity of interactions, and correspondence analysis to determine the significance of relationships between the subskills involved. Rstudio software was used to carry out the analysis. [Results] A significant change in the intensity of interactions between participants was observed throughout the implementation with respect to the centrality and closeness indices associated with the graphs obtained. [Conclusions] The systematic CPR work in mathematics carried out in the exercise promotes and modifies social and cognitive skills and their interaction.

O objetivo do estudo foi analisar as habilidades cognitivas e sociais de um grupo de alunos e sua professora em uma intervenção baseada na resolução colaborativa de problemas (RCP) em matemática. [Metodologia] Foi realizado um estudo escolhendo um dos 8 grupos de 4 alunos treinados aleatoriamente em uma intervenção não curricular agendada em 24 sessões quinzenais de 90 minutos. O grupo escolhido foi constituído por 4 alunas. As sessões foram gravadas e as interações entre sujeitos (alunas e professora) foram codificadas no início e no final da intervenção quanto à habilidade de representação, regulação, comunicação e funções assumidas no trabalho em grupo, e na interação com a professora. Essas codificações foram posteriormente analisadas por técnicas de análise assimétrica de grafos para medir a intensidade das interações e por análise por correspondência para determinar a significância das relações entre as sub-habilidades envolvidas. Utilizou-se o pacote Rstudio. [Resultados] Observa-se, ao longo da implementação, uma mudança significativa em termos da intensidade das interações entre os participantes em relação aos índices de centralidade e proximidade associados aos grafos representativos, e uma relação significativa entre as sub-habilidades envolvidas. [Conclusões] O trabalho sistemático da RCP em matemática da intervenção realizada promove e modifica as habilidades sociais e cognitivas e sua interação.

Voir la notice complète sur HAL

Actualités